domingo, 17 de janeiro de 2010

OFEREÇA... RECEBA...





Acordar cedo, andar pela rua, observar os passantes, agradar algum cão com olhar convidativo. Ainda, comprar pães com alguns trocados, pronunciando um sonoro "muito obrigado" àquele que me atende.

Muita gente não crê, mas, as pequenas coisas fazem sim uma significativa diferença. O modo como tratamos tudo o que está ao nosso redor influencia nossa rotina. Afagam a alma.

Sou observador por natureza. Gosto de perceber inúmeras coisas não apenas na linguagem falada, mas igualmente, em forma de linguagem corporal. Após uma infinidade de olhadelas, não me vejo em outra circunstância senão naquela em que questiono mil vezes ao dia: Por onde diabos anda a gentileza? Talvez ocultada pelo frenesi do cotidiano?

Busco praticar este bem tão precioso. Noto que muita gente fica sem saber o que dizer diante de um agradecimento. O antes popular "muito obrigado" anda ausente no vocabulário do povão.

Quando dizemos "muito obrigado" na verdade queremos dizer "sinto-me obrigado a retribuir o seu favor". Este é o significado literal da expressão, que tratamos de abreviar. Fatalmente não apenas a expressão foi enxugada. As atitudes idem.

É este sentimento - o de gratidão - que precisa ser introjetado na prática diária de muitos que não possuem por hábito a retribuição de uma gentileza, por mais simples que esta possa ser.

Certa vez uma moça me abordou, oferecendo um panfleto, desses de publicidade. Eu disse que estava atrasado e que naquele momento não teria condições de olhar, tampouco de escutá-la. Porém, na minha percepção, achei tê-la tratado com rispidez. Justamente uma pessoa que havia sido bastante educada comigo momentos atrás. Aquilo me corroeu.

Minutos depois voltei e me retratei, pedindo um caminhão de desculpas pela atenção que não pude lhe dedicar. Ela ficou estupefata, parada sem entender a situação. Foi como se eu tivesse recitado um poema Shakespeareano em aramaico. Passados dois minutos, enfim, a ficha caiu e ela compreendeu. Me agradeceu, até, eu diria, de uma forma que não esperava.

É por aí que a banda toca. Estamos desabituados, despidos de todas as formas de consideração. Potencializamos nossos fantasmas interiores ao ponto de não nos voltarmos para os lados e nos preocuparmos com retribuições que não vão - em muitos casos - além de um sorriso ou pedido de desculpas.

Sou invadido também pelas minhas angústias pessoais. Não obstante procuro praticar boas ações ao longo do dia. Não as pondo em prática, sinto como se me negasse uma necessidade própria em tornar o dia melhor fazendo o dia de alguém melhor. Não sou santo. Sou apenas alguém que busca acertar e se harmonizar.

Não deixe a gentileza fenecer aí dentro. Pelo seu próprio bem.

8 comentários:

Sarah' disse...

As coisas mais simples da vida são as mais simples né? e eu adoro isso, as coisas mais simples da vida!
graças a Deus eu possuo o sentimento de enxergar as coisas com olhos sinceros.

tenho medo do que possa ver, mas mesmo assim vou adiante :)
gostei demais do seu post.

bjs

Patricia Mendonça disse...

Ah se todos pensassem assim....

Ana Paula (Paulinha) disse...

Querido Rui, antes de mais nada, parabenizo-o por este maravilhoso artigo, que muito me chamou a atenção, até mesmo porque, em cada linha que corria meus olhos, me fazia lembrar de uma conversa que tivemos, sobre as coisas simples da vida.
Confesso que tenho vivido uma vida de correria nestes últimos momentos, e de repente, quando iniciamos aquela nossa conversa, de lá pra cá eu tenho parado para analisar que realmente a vida passa, e se não pararmos para perceber os fatos e realidades que passam diante de nossos olhos, deixaremos nos levar pelo tempo e quando nos darmos por conta, talvez olhar para trás já poderá ser tarde demais.....tarde para concertar as nossas faltas. A vida não pára, o relógio não pára.....e ficar naquela mesmice de dizer "um dia eu vou", "um dia eu faço", "um dia pode dar certo", não vai adiantar em nada, nós temos que fazer hoje!. Se você vê um animal precisando de ajuda, pare e ofereça ajuda, se você está com vontade de tomar um sorvete, ou convidar um amigo para ir ao cinema, faça isso, pois é nas pequenas coisas da vida que está o segredo...
Recordo-me também, de quando criança, por volta dos seis anos de idade, todas as manhãs mamãe pedia para ir à padaria com minha irmã mais velha para comprar pães, então pegava aquele monte de moedinhas, e íamos buscar os pães....o dono da padaria nos conhecia, e lembro-me que muitas vezes, ele nos dava balas, e então saíamos dali saltitantes de felicidades...mas hoje em dia, quando você vê crianças felizes da vida porque ganham balas e doces?? hoje em dia vemos muitas crianças jogadas e abandonadas nas ruas, e quantas pessoas passam por elas, e não são capazes de estender uma mão?....realmente a vida é cheia de detalhes, mas o detalhe que desvenda o segredo da vida, de modo a se viver com paz, tranquilidade e felicidade, é ceder oportunidades ao próximo, é ajudar, é comtemplar, é comemorar, é amar, é viver....é estar com as pessoas que amamos, e se um dia tudo passar, tudo terminar, pelo menos você poderá dizer "eu aproveitei cada detalhe que a vida me ofereceu"..."e eu estive ao lado de todas as pessoas que amei"......

Bjo no seu coração querido!! agora estarei aqui comentando sempre seus artigos, me aguarde!! rs.....

samuelvigiano disse...

Meu acaro amigo,

Abordou um tema de grande relevância e habitual em nossas vodas. As pessoas não se importam mais com seus semelhantes, isso que acontece. Vejo no meu cotidiano pessoas que são capazes de destratar o garçom que é aqueles que os servem de bom grado, o porteiro, pessoas que nos tratam com toda cordialidade que podem oferecer e alguns silvícolas agem de maneira vergonhosa.

Ainda bem que existe pessoas como nos... Os detalhes fazem toda diferença.

Parabéns pelo texto.

Grande abraço

Jubs disse...

Fazendo isso você se sente bem melhor. Educação e gentileza deveriam ser praticados por todos sempre, mesmo pra quem lhe faça malcriação.
A proposito, adoro a musica que toca no seu blog.

Bjus Ju

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto!É por isso que eu ainda acho que o mundo tem jeito...pessoas como vc!
Um abraço,

@berna_alvarez

Cristiane Benedicto disse...

Lindo Texto !!

Cláudia Costa disse...

Um olhar...um carinho...uma LUZ!
Essa é a idéia geral: iluminar!!
Qd vc se dá, se doa, olha com olhos mais inteiros pra quem está ali ao seu lado, seja quem for, transmite luz, recebe luz...
Gosto da idéia da sedução...de ganhar o mundo...crianças, bichos, pessoas...um sorriso, uma palavra, um momento...

A verdade é q a gente nunca sabe o que se eterniza, mas momentos assim ficam escritos em algum lugar na alma alheia. Tenho certeza!!

Estou ainda embevecida com a forma dos seus escritos...bom demais...e quase te ouço falar enquanto leio aqui...

Belo aprendizado, belo momento, bela partilha. Belas pessoas, as que possuem "olhos de ver". É com a alma iluminada que se enxerga e se repassa a luz...

Obrigada por partilhar.