terça-feira, 8 de abril de 2008

REPELENTE DIVINO

Correção: "aedes" (latim) significa "casa"


Um misto de irritação e perplexidade foi o que me veio quando bati os olhos neste panfleto distribuído pela Igreja Universal do Reino de Deus. É incrível a criatividade de algumas seitas ao explorar a carência e ignorância alheias. Diante de todo o jogo de empurra-empurra, em que autoridades jogam a batata quente umas nas mãos das outras, nem Deus foi poupado. Ele também entrou na dança das cadeiras. Se eu fosse Deus não titubeava: processava a IURD.




O panfleto faz menção a um versículo do livro de Salmos, do antigo testamento. Alem disso, alude ao episódio das dez pragas do Egito lançadas por Deus contra o Faraó, à época de Moisés. Analogia até previsível se considerarmos a facilidade de procriação do mosquito e por consequência, da doença. Verdadeiramente uma praga.




São... eu diria... tragicômicas as simpatias inspiradas pelo talento empresarial de Edir Macedo e sua equipe de marketing: a rosa ungida, o cajado abençoado, o lenço divino... e por aí vai... agora é o mosquito na berlinda. O shopping da fé precisa mesmo de novas promoções.




Eu sugiro que todos os profissionais dedicados ao tratamento das vítimas da dengue se dirijam a franquia mais próxima a fim de abastecer seus estoques e entulhar seus armários com óleo milagroso. A solução para o drama da dengue no Rio de Janeiro está aí! Como não atentamos antes?




Porque os nossos políticos, no lugar da troca de injúrias, não desviam seu olhar para esta grande bênção? Digníssimos César Maia e Sérgio Cabral, aproveitem! Se ponderarmos o fator custo/benefício pode sair daí uma boa pechincha. Basta apenas negociar a respeito de quantas unidades poderão ser liberadas mediante contribuição de 10% de seus gordos ordenados. Fica aqui a preciosa sugestão.




Raciocinemos: cuidar dos locais em que há risco de proliferação do mosquito e buscar orientação médica aos primeiros sinais do contágio dá trabalho demais. Basta preencher o verso do folheto, de acordo com as instruções: Enumere ali o maior número possível de amigos e familiares. O mosquito não vai passar nem perto.






Um comentário:

raimbowshine disse...

hahahahahaha
Essa foi foda!!! Nunca eu ia imaginar que AEDES é CASA; Fala sério... Vc tá parecendo o Feba que ontem no boteco não tinha mais o que fazer, e reparou que na comanda de CHOPP havia 100 números e cada CHOPP custa R$ 4,00.
Se vc perder a comanda tem que pagar R$ 300,00 de multa. Sendo que 100 chopps sai R$ 400,00. Passei mal de rir... A gente tá pensando em voltar lá, consomir a comanda toda, e depois queimá-la... hahahahaha Vamo sair no lucro! (RACHEL)